27/06/1676: Carta que se escreveu ao Governador do Rio de Janeiro Mathias da Cunha sobre Francisco Gil de Araujo e se lhe mandarem dar os Indios daquella Capitania para a jornada as Esmeraldas

27/06/1676: Carta que se escreveu ao Capitão-mor da Capitania de Cabo Frio
06/06/2016
27/08/1676: Resposta que deu o Donatário da Capitania do Espírito Santo Francisco Gonçalves¹ de Azevedo sobre a jornada da Serra das esmeraldas
06/06/2016
Exibir tudo

27/06/1676: Carta que se escreveu ao Governador do Rio de Janeiro Mathias da Cunha sobre Francisco Gil de Araujo e se lhe mandarem dar os Indios daquella Capitania para a jornada as Esmeraldas

 
[quads id="1"]
 
 

Da carta de Sua Alteza cuja copia será com esta terá Vossa Senhoria entendido o que se serviu mandar escrever a este Governo sobre os Indios que fossem necessários para o descobrimento da Serra das Esmeraldas, que o Capitão-mor da Capitania do Espirito Santo lhe tinha . . . . . pessoalmente. Mas porque tendo se passado todas as ordens necessárias a este fim lhe chegou uma carta de Francisco Gil de Araujo Donatario daquella Capitania sobre o mesmo descobrimento; se serviu Sua Alteza ordenar a este Governo por outra de 9 de Dezembro do anno passado que querendo o mesmo Donatario mandar fazer aquelle descobrimento á sua custa, tivessem effeito em suas pessoa [sic] as provisões e Alvarás que se haviam passado ao dito Joseph Gonçalves de Oliveira; e se transferisse á pessoa que elle propuzesse a este Governo, a patente que havia passado á Joseph Gonçalves de Oliveira: e como Francisco Gil de Araujo acceitou mandar fazer aquella jornada . . . das mesmas clausulas com que a fazia Joseph Gonçalves: e para Ella manda agora, e leva comsigo todas as prevenções necessarias; e nos representou que sendo a cousa mais necessária ao bom successo daquelle descobrimento os Indios; era impossivel e diligencia infructuosa levar os das Aldeias circumvizinhas a esta cidade como Sua Alteza ordena, assim pela distancia, como por não serem tão capazes daquelle trabalho, em . . . . : e como o negocio é da iportancia que a Vossa Senhoria é presente: nos pareceu supprir o effeito dos Indios destas Aldeias vizinhas se lhe podiam dar como escrevermos esta carta a Vossa Senhoria para que das que houver na jurisdição de Vossa Senhoria possa o serviço de Sua Alteza ter maior beneficio, e o mesmo Donatario o maior favor: e cremos que não só lhe disporá Vossa Senhoria este soccorro . . . . . . . . . . pelo que toca ao serviço de Sua Alteza mas pelo empenho com que . . . . o Donatario por seu merecimento e pessoa. E a Sua Alteza damos conta desta differença com que demos cumprimento á dita carta. Guarde Deus a Vossa Senhoria muitos annos. Bahia e Junho 27 de 1676

Agostinho de Azevedo Monteiro. Alvaro de Azevedo. Antonio Guedes de Brito

 
 
DOCUMENTOS Históricos. Correspondencia dos Governadores Geraes 1675-1709. Provisões 1664-1668. Vol. XI. Rio de Janeiro: Biblioteca Nacional. 1929, p.64.
Acervo Biblioteca Nacional
Não há.
 
 
[quads id="2"]
 

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto:
//]]>