20/05/1650: Carta para o capitão-mór da Capitania de São Vicente na occasião dos 3 navios da Companhia Geral, sobre o donativo que se pediu voluntario

14/03/1650: Carta para os officiaes da Camara da Villa de Santos
05/08/2016
14/06/1650: Carta para os officiaes da Camara da Villa de São Paulo
06/08/2016
Exibir tudo

20/05/1650: Carta para o capitão-mór da Capitania de São Vicente na occasião dos 3 navios da Companhia Geral, sobre o donativo que se pediu voluntario

 
[quads id="1"]
 
 

Por via do Espirito Santo escrevi [, ] a Vm. para ter entendido como Sua Magestáde que Deus guarde se serviu mandar-me a governar este Estado, e lhe disse como se ficavam vendo seus papeis para se tomar a resolução mais conveniente. Pela pressa possivel tomar-se ainda mas irá na primeira occacom que despacho estas naus para o Rio não foi sião com as mais ordens que a câmara da villa de me tem consultado.

Quando tomei posse do Governo e me achei com a no mais apertado extremo em que nunca se viu e aos moradores desta praça em outro maior que elle com as perdas que hão tido no mar, na queima dos , na retenção do commercio, e na assistência da Armada Real neste porto vae em três annos, me não atrevi a lhe fazer novos pedidos; e me deliberei a pedir aos moradores do me soccorram com algum donativo voluntário delles espero o façam com grande liberalidade e porque a com que os dessa , têm qualificado tanto sua lealdade e zelo como bem me foi presente quando de outra vez estive neste Estado; e eu creio delles que por amor de mim se hão de avantajar nesta occasião para desempenhar o grande conceito que delles tenho me pareceu escrever a cada câmara dessa a carta que com esta será. Vm. chame os officiaes de cada uma em particular e de minha parte lhes signifique, mostrando-lhes esta, a precisa necessidade que me obriga a pedir-lhes este Donativo de mantimentos, quando eu desejara fazer-lhes. Antes grandes benefícios e favores e com elles tire Vm. em cada villa dessas, e nas mais que ha nessas capitanias este pedido de que espero mui luzido effeito, e assim este Donativo como tudo o mais que havia resultado, e estava junto do antecedente á minha chegada remetta Vm. a este porto com clareza particular do que toca a cada um nas primeiras embarcações que VM. achar: e a derrota seja ou ao para virem no comboy, ou em direitura a esta praça desviando-se bem ao Mar das paragens em que o inimigo costuma cruzar esses mares vizinhos e nestes tomem primeira fala nos Ilhéus e dalli se venham por dentro ao para se segurarem mais. Vm. lhes dê a ordem que lá parecer mais conveniente segundo as menções e noticias que houver de piratas para que em todo o caso venha esse soccorro com a maior brevidade e menor risco e demais destes mantimentos faça Vm. vir a esta praça todos os mais que poder ser de particulares na forma que de antes costumavam que eu lhes seguro que se lhes não tomem cousa alguma, e logrem esses moradores livremente os interesses de suas carregações; em tudo fio de Vm. como deve a suas obrigações, e á confiança que tenho de sua pessoa. Guarde Deus a Vm. e Março 20 de esse Alvará mande Vm. registar logo em todas essas capitanias, e o faça guardar inviolavelmente.

 
 
BIBLIOTECA NACIONAL. Documentos Históricos: 1648-1661 - Correspondência dos Governadores Gerais - Conde de Castello Melhor, Conde de Athouguia, Francisco Barretto (Vol. III). Rio de Janeiro: Augusto Porto & C., 1928. pp. 37-39.
Acervo Biblioteca Nacional
Não há.
 
 
[quads id="2"]
 

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto:
//]]>