06/07/1675: Carta do Donatário da Capitania do Espírito Santo, Francisco Gil de Araújo, ao Rei [D. Pedro II] a informar do estado miserável que se encontra a dita Capitania, e de intentar fazer a jornada ao descobrimento das minas de esmeraldas

12/09/1674: Carta para o Capitão-mor da Capitania do Espirito Santo Joseph Gonçalves de Oliveira para que venha a esta praça sem embargo das razões que allega na sua carta
03/06/2016
14/08/1675: Carta para o Capitão-mor da Capitania do Espirito Santo Joseph Gonçalves de Oliveira sobre o descobrimento das Esmeraldas
03/06/2016
Exibir tudo

06/07/1675: Carta do Donatário da Capitania do Espírito Santo, Francisco Gil de Araújo, ao Rei [D. Pedro II] a informar do estado miserável que se encontra a dita Capitania, e de intentar fazer a jornada ao descobrimento das minas de esmeraldas

 
[quads id="1"]
 
 

Senhor.

Por Renunçia de Antonio Luis Gonçalves da Camera Coutinho foi vossa Alteza seruido que fosse eu Donatario da Capitania do Spirito Sancto no Brazil, porque beio os Reais pês de vossa Alteza com a sumição de uida, e desde logo me acho obrigado a dar conta do estado, em que está a Capitania, que hé o mais mizeravel que se pode imaginar, tudo cauzado por alguus capitaens, que a gouernarão, E ainda agora o que lá está sabindo que me estou aparelhando per hir tomar posse da Capitania, e tratar do aumento della com dispendio consideravel de minha fazenda; intenta fazer iornada ao descubrimento das esmeraldas sem ordem de vossa alteza, e sem mo fazer a saber, e me avizão, que publica ser ordem do gouernador geral deste estado, pareçeo me dar parte a vossa alteza e reprezentar as mizerias daquelles moradores, e que sera a intentada iornada, RUINA total daquella terra, sendo por estes meyos ordenada, por ser o Capitam incapas de a fazer, falto de talento, e de esperiençia, porque nunca sirvio a nossa alteza, e tam odiado que há pouco tempo que o governador geral o mandou uir por queixas do pouo, e de prezente o está molestando com CITAÇOENS, e cobranças das suas mercançiaz. Quando vossa alteza seia siruido que se faça a iornada, eu a mandare per fazer, a minha custa, porque o intereçe que só pretendo, he o Real siruiço de vossa alteza, e que se não moleste aquelle pouo, e se perca a iornada, como outras muitas que se fizerão com semelhantes extorçoens, e preços. Fico esperando a Resolução de vossa alteza per o siruir como deuo, e dezeyo; a Real pesesão de vossa alteza que Deus como seus vassallos hauemos mister em 6 de julho de 1675. Francisco Gil de Araújo.

 
 
APEES/AHU. Arquivo Público do Estado do Espírito Santo. Projeto Resgate da Documentação Histórica Barão do Rio Branco – Documentos Manuscritos Avulsos da Capitania do Espírito Santo (1585-1822), Conselho Ultramarino – Brasil / Arquivo Histórico Ultramarino, Instituto de Investigação Científica Tropical, Lisboa”, 1997. (2 CDs ROM). Caixa 1, Doc. n.83.
Arquivo Histórico Ultramarino e Arquivo Público do Estado do Espírito Santo
Não há.
 
 
[quads id="2"]
 

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto:
//]]>