05/12/1675: Alvará de lembrança de que Sua Alteza faz mercê ao Capitão José Gonçalves de Oliveira conforme o serviço que fizer na jornada e descobrimento da Serra das Esmeraldas na Capitania do Espírito Santo

05/12/1675: Provisão de Sua Alteza para que o Capitão José Gonçalves de Oliveira possa prometer em seu Real Nome às pessoas que o acompanharem na jornada da Serra das Esmeraldas na Capitania do Espírito Santo as mercês nela declaradas
03/06/2016
05/12/1675: Alvará de Sua Alteza para se dar a José Gonçalves de Oliveira, Capitão da Capitania do Espírito Santo a ajuda e favor que for necessário para o descobrimento da Serra das Esmeraldas desta Capitania
03/06/2016
 
[quads id="1"]
 
 

Eu o Príncipe como Regente e Governador dos Reinos de Portugal e dos Algarves. Faço saber aos que este meu Alvará virem que tendo respeito ao serviço que José Gonçalves de Oliveira, Capitão da Capitania do Espírito Santo, me vai fazer a sua custa na jornada do descobrimento das Serras das Esmeraldas da dita Capitania por assim lho ordenar Afonso Furtado de Mendonça, meu Governador e Capitão Geral do Estado do Brasil. Hei por bem de lhe fazer mercê deste Alvará de Lembrança para que conforme ao serviço que na dita jornada e descobrimento fizer lhe fazer por isso a mercê que for justo e em falta do efeito dela se lhe fazer também a que houver lugar, respeitando ao despêndio e trabalho que há de ter na dita jornada. E para sua guarda e minha lembrança lhe mandei passar este dito Alvará que a seu tempo lhe mandarei cumprir e guardar muito inteiramente, o qual valerá como carta e não passará pela Chancelaria sem embargo da ordenação do livro 2º títulos 39 e 40 em contrário. Manuel Pinheiro da Fonseca o fez em Lisboa a 5 de Dezembro de 1675, e se passou por duas vias. O Secretário Manuel Barreto de Sampaio o fiz escrever. Príncipe. Conde de Val de Reis.

Alvará de Lembrança de que Vossa Alteza faz mercê a José Gonçalves de Oliveira para que conforme ao serviço que fizer no descobrimento da Serra das Esmeraldas na Capitania do Espírito Santo a que vai lhe fazer a mercê que for justo, e em falta do efeito dêle a que houver lugar respeitando ao despêndio e trabalho que há de ter como neste se declara. Para Vossa Alteza ver. Segunda via. Por resolução de Sua Alteza de 29 de Novembro de 675. Em Consulta do Conselho Ultramarino a folhas cento e vinte e dois. Manuel Barreto de Sampaio. Bernardo Vieira Ravasco.

 
 
DOCUMENTOS Históricos. Cartas Régias 1667-1681. Vol. LXVII. Rio de Janeiro: Biblioteca Nacional. 1945, p.186.
Acervo Biblioteca Nacional
Não há.
 
 
[quads id="2"]
 

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto:
//]]>