05/03/1727: Provisão de Provedor da Fazenda Real da capitania do Espírito Santo, concedida ao Bacharel José de Barros Machado

14/08/1725: Carta para o Provedor da Fazenda Real da capitania do Espírito Santo
13/06/2016
19/09/1726: Provisão da serventia do ofício de Provedor da Fazenda Real da Capitania do Espírito Santo, concedida ao Bacharel José de Barcelos
13/06/2016
 
[quads id="1"]
 
 

Dom João por graça de Deus, Rei de Portugal, etc. Faço saber aos que esta minha Provisão virem que tendo respeito ao Bacharel José de Barcelos Machado me representar estar atualmente servindo por provisão minha o cargo de Provedor da Fazenda Real da , com boa satisfação, como se comprova da certidão que ofereceu, e para poder continuar na dita assistência me pedia lhe mandasse prorrogar por mais tempo, e sendo visto o seu requerimento. Hei por bem fazer-lhe mercê de lhe prorrogar por mais um ano a dita serventia do ofício de provedor da Fazenda Real da com o qual haverá o ordenado que lhe toca se o tiver, e todos os prós e percalços que direitamente lhe pertencerem. Pelo que mando ao meu Vice-Rei e Capitão General de mar e terra do Estado do brasil deixe servir ao Bacharel José de Barcelos Machado o referido ofício por tempo de mais um ano debaixo da mesma posse e juramento que se lhe deu quando nêle entrou e haver o dito ordenado, se o tiver, prós e percalços como dito é, e cumpram e guardem esta Provisão e a façam cumprir e guardar inteiramente como nela se contém sem dúvida alguma a qual valerá como carta sem embargo da ordenação do livro título 40 em contrário e se passou por duas vias e pagou de novo direito seis mil réis que se carregaram ao Tesoureiro José Corrêa de Moura à folha 160 verso do livro 11 de sua receita como constou do seu conhecimento em forma registado no registo geral à folha… El-Rei nosso Senhor o mandou por Antônio Rodrigues da Costa e o Doutor José de Carvalho de Abreu Conselheiro do seu . Antônio de Cobelos Pereira a fêz em ocidental a cinco de março de mil e setecentos e vinte e sete. O secretário a fêz escrever. . Antônio Rodrigues da Costa. Pagou trezentos e aos oficiais setenta réis. Lisboa ocidental 10 de março de . . João Rodrigues Pereira. Cumpra-se e registe-se. Bahia dezembro 10 de . Firma. Primeira via. Por despacho do Conselho Ultramarino de vinte e dois de novembro de mil setecentos e vinte e sete. Pagou 400 réis. Registada no livro dezoito de ofícios da secretaria do Conselho Ultramarino à folhas 12 Lisboa ocidental 21 de março de . André Lopes de Lavre.

 
 
DOCUMENTOS Históricos. Cartas, Patentes e Provisões, 1725. Vol. LXXIV. Rio de Janeiro: Biblioteca Nacional. 1946, p.301-303.
Acervo Biblioteca Nacional
Não há.
 
 
[quads id="2"]
 

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto:
//]]>