04/10/1691: Registo da Provisão por que se ordena que na forma da nova Ordem que veio de Sua Majestade na qual se serviu mandar que os Almoxarifes das Capitanias não venham dar as suas contas na Contadoria Geral do Estado mas que os Provedores delas as tomem façam pagar os alcances, e remetam os treslados aos Contos do Reino e caso por via do Conselho Ultramarino se pratique também a mesma na Capitania do Espirito Santo São Vicente, e Ilhéos, e ao Provedor da de São Vicente as tome nela o Almoxarife Luiz de Siqueira de Monclaro

09/03/1688: Carta de Sua Majestade sôbre Francisco Gil mandar pároco para a igreja da vila de Guarapari
07/06/2016
10/12/1691: Registo da Provisão da serventia do ofício de Almoxarife da Fazenda Real da Capitania do Espirito Santo que Vossa Majestade teve por bem prover na pessoa do Capitão Manuel Tavares Toscano
07/06/2016
Exibir tudo

04/10/1691: Registo da Provisão por que se ordena que na forma da nova Ordem que veio de Sua Majestade na qual se serviu mandar que os Almoxarifes das Capitanias não venham dar as suas contas na Contadoria Geral do Estado mas que os Provedores delas as tomem façam pagar os alcances, e remetam os treslados aos Contos do Reino e caso por via do Conselho Ultramarino se pratique também a mesma na Capitania do Espirito Santo São Vicente, e Ilhéos, e ao Provedor da de São Vicente as tome nela o Almoxarife Luiz de Siqueira de Monclaro

 
[quads id="1"]
 
 

Antonio Luiz da Camara Coutinho do Conselho de El-Rei meu Senhor etc. Faço saber aos que esta minha Provisão virem que havendo respeito ao que por parte de Luiz de Siqueira Monclaro morador na Vila de Santos se me enviou a representar por sua petição acerca de haver servido o ofício de Almoxarife da Fazenda Real das Capitanias de São Vicente, e Nossa Senhora da Conceição para cujo exercício fora obrigado pelo Capitão-mor da de São Vicente Pedro Taques de Almeida, por não haver quem o quisesse aceitar sendo a principal causa a obrigação de virem dar as contas de seu recebimento nesta Cidade, e que por ser pobre com mulher e filhos, e muitos achaques que o impossibilitam passar o mar e haver vários exemplos de se haverem concedido Provisões a vários Almoxarifes de outras Capitanias para as darem por seu procurador nesta dita Cidade me pedir lhe concedesse para seu procurador a dar, e visto o que sobre este particular me informou o Provedor-mor da Fazenda Real deste Estado Francisco Lamberto. e . . . . . . . . . . . . . . . a Ordem que El-Rei meu Senhor foi servido mandar para que os Almoxarifes das Capitanias não viessem dar as contas à Contadoria Geral do Estado mas que os Provedores delas as tomassem nas mesmas Capitanias fizessem pagar os alcances, e remetessem o treslado aos Contos do Reino, e casa por via do Conselho Ultramarino, e este se observara nas Capitanias de Pernambuco, Itamaracá, Parahiba, e Rio Grande, e na do Rio de Janeiro que junto se pratique também na de São Vicente, e Espirito Santo e na dos Ilhéus, e mando aos Provedores dela a cumpram inviolavelmente assim e da maneira que Sua Majestade se serviu ordenar, em particular em o da dita Capitania de São Vicente tome nela as contas ao impetrante Luiz de Siqueira Monclaro remetendo os treslados aos Contos do Reino por via do Conselho Ultramarino. Para firmeza do que mandei passar a presente sub meu sinal e selo de minhas armas, a qual se registará nos Livros da Secretaria do Estado Fazenda Real dele, e nos da dita Capitania de São Vicente e nos mais a que tocar, e se guardará e cumprirá tão pontual e inteiramente como nela se contém sem duvida nem contradição alguma. Manuel Rogeiro a fez nesta Cidade do Salvador Bahia de Todos os Santos em os 4 dias do mês de Outubro ano de 1691, Apagou desta 1$600 rs. na forma do Regimento da Secretaria. Bernardo Vieira Ravasco o fiz escrever. Antonio Luiz Gonçalves da Camara Coutinho. Selo. Provisão pela qual teve V. S. por bem ordenar que na forma da ordem que veio de Sua Majestade na qual se serviu mandar que os Almoxarifes das Capitanias não venham dar as suas contas, na Contadoria Geral do Estado mas que os Provedores delas as tomem, façam  paga-las  e remetam os treslados aos I Contos do Reino, e Casa por via do Conselho Ultramarino, se pratique também o mesmo nas Capitanias de São Vicente Espirito Santo e Ilhéos, e ao Provedor de São Vicente as tome nela ao Almoxarife Luiz Siqueira Monclaro, pelos respeitos acima declarados. Para V. S. ver. Registada no Livro 2º dos Registos da Secretaria do Estado do Brasil a que toca a fls. 108. Bahia 4 de Outubro de 1691. Ravasco. Cumpra-se e registe-se. Bahia 5 de Outubro de 1691 Lamberto. Registou-se em dito dia.

Francisco Dias do Amaral

 
 
DOCUMENTOS Históricos. Provisões, Patentes, Alvarás, 1690-1693. Vol. XXX. Rio de Janeiro: Biblioteca Nacional. 1935, p.230-232.
Acervo Biblioteca Nacional
Não há.
 
 
[quads id="2"]
 

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto:
//]]>