03/05/1611: Sobre informar a Martin de Sa e Constantino Menelao de se não darem os campos em que pasta o gado do povo

1639: [Pretenças do mestre de campo Dom Fernando de Ludenha]
18/10/2017
09/04/1612: Alvara sobre a governança das capitanias do Rio de Janeiro, São Vicente e Espirito Sancto, de que Vossa Magestade encarrega com as mais de todo o estado do Brasil a Gaspar de Sousa, do seu Conselho e seu gentil homem da boca
18/10/2017
 

Dom Phelippe per graça de Deos Rey de Portugual e dos Algarves daquém e dalem mar Africa, senhor de Guine e da conquista, navegação, comercio da Ethiopia, Arabia, Persia e da India, etc, faço saber a vos Dom Francisco de Sousa, do meu Conselho, capitão geral e governador das capitanias do Rio de Janeiro, Sam Vicente e Espirito Sancto [Espírito Santo] e do entabolamento das minas do Brazil, que eu sou informado que resultão inconvenientes a meu serviço e quietação do povo de residirem, na capitania do Rio de Janeiro, Martin de Saa que há dous annos a acabou de servir e Constantino Menelao que espera entrar nella na vagante de Afonso d Albuquerque, que a esta servindo e tem por servir tres annos; e que no tempo que o dito Constantino de Menelao sérvio a capitania do Espirito Sancto mostrou não ter talento pera servir a de que esta provido, e que por respeito de o povo impedir que não ouvesse effeito a concessão que lhe fizestes de certos pedaços de campos, por serem os que a cidade tem pera suas criações (que elle sofreo mal), e por leves occasiões ameaça jaa agora aos homens que lhe dará com paos (executando algua cousa destas), tratando os de muito feas palavras, como tambem sua molher ameaça na egreja alguas molheres honrradas da terra, dizendo que como seu marido entrar no carguo poera tudo em ordem, com o que se entende que despois que servir avera muitas inquietações, e que sera serviço de Deos e meu bem comum e quietação do povo mandar acodir a isto e mandar lhe em outra cousa satisfazer suas pretensões.

E porque convem ter eu de tudo isto verdadeira informação, vos encomendo e mando me envieis a vossa com todo o que ouver neste particular e vos parecer pello primeiro navio que dahi partir despois de receberdes esta, a qual enviareis ao Conselho da India e terras ultramarinas, e tereis advertência que os campos em que pasta o guado do povo os não deis a nenhua pessoa.

El Rey nosso senhor o mandou pello presidente e conselheiros do dito Conselho.

Em Lisboa a 30 de Mayo de 1611.

  1. a) O Conde Almirante
  2. a) João Furtado de Mendonça
  3. a) Antão da Mesquita
  4. a) Simão Soares /

Sobre informar de Martin de As e Constantino Menelao de se não darem os campos em que pasta o gado do povo. Pelo Conselho da India a 3 de Maio de 611. Ao Rio de Janeiro.

 
 

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto:
//]]>