26/08/1638: Registro da Patente do Capitão Francisco Gil da Companhia que foi de Pedro de Arenas

20/10/1637: Registro da patente do Marcos de Torres, provido em Capitão de Artilharia na Capitania do Espirito Santo
31/12/2015
20/02/1639: [Reforma de Francisco Gil de Araújo]
31/12/2015
 

etc. Porquanto por haver mandado com viso a Sua Majestade da Vitória, que se teve esta ocasião contra o Conde Mauricio de Nazão ao Capitão Pedro de la Carrera, e Arenas, e está vaga sua Companhia de Piquas de infantaria Espanhola do Terço do Mestre de Campo Dom , e é conveniente ao Serviço de Sua Majestade prove-la em pessoa de qualidade valor pratica, e experiência militar, havendo respeito, que estas, e outras boas partes concorrem em vós o Alferes , e ao bem que haveis servido a Sua Majestade em esta Praça de mais de três anos a esta parte, efetivos de Soldado da Companhia do Capitão Felipe de Moura, e de Alferes do Mestre de Campo Dom em todas as ocasiões que neste tempo se tem oferecido, e ultimamente em defensa desta Cidade, em tudo, digo que o inimigo teve situada por mar e por terra procedendo em tudo com valor e sa­tisfação de honrado e valente Soldado dando conta de tudo o que se vos encarregou, e em particular e em o assalto que em dezoito de Maio deu o inimigo com todo seu poder, as trincheiras, e baluartes de Santo Antonio aonde vos achastes em o baluarte da banda do mar e defendestes pelejando com grande valor donde saístes queimado de mãos e rosto não sendo esta a causa de vos retirar até que o inimigo o fez com grande perda da sua gente, e confiando que ao diante fareis o mesmo hei por bem de vos eleger e nomear como em virtude da presente vos elejo e nomeio por Capitão da dita Companhia para que como tal o sejais useis, e exerciteis segundo e da mesma forma, e maneira, que o fazia devia e podia fazer o dito vosso antecessor e os mais Capitães de infantaria Espanhola que servem a Sua Majestade em seus exércitos e hão todas as honras mercês franquezas isenções, liberdades, e imunidades que vos podem, e devem tocar, e Ordeno ao dito Mestre de Campo Dom vos dê a posse da dita Companhia e aos oficiais e Soldados dela cumpram e guardem vossas ordens por escrito e de palavra, como as minhas próprias, e assim Ordeno ao Sargento-maior Capitães oficiais, e Soldados do dito Terço e a mais infantaria deste Estado vos acatem, e hajam e conheçam tenham e estimem e respeitem por tal Capitão e aos oficiais da Fazenda de Sua Majestade registem a presente nos Livros delia assentando neles os quarenta cruzados, digo escudos de soldo cada mês, que vos tocam, e haveis de haver, e gozar todo o tempo que servirdes com a dita Companhia. Dada em a Cidade do sob meu sinal, e selo de minhas armas aos vinte e seis dias do mês de Agosto de mil seiscentos trinta e oito anos. O Governador Pedro da Silva, a qual Patente eu Escrivão da Fazenda Real deste estado por Sua Majestade aqui registrei e assentei no Livro da Matrícula, e tornei ao Capitão Francisco Gil, a qual me reporto Bahia vinte e três de Agosto de mil seiscentos trinta e oito [1638]. Gonçalo Pinto de Souza (Freitas)

 
 
 

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto:
//]]>