26/02/1658: Carta para o Governador do Rio de Janeiro Thomé Corrêa de Alvarenga, para prender uns soldados que fugiram desta praça em um barco
23/08/2018
19/04/1661: Carta para o Capitão-mor da Capitania do Espirito Santo acerca das contribuições dos quatro milhões e dote da Senhora Infante
30/08/2018
 

, , do Conselho de Sua Majestade, etc. Faço saber aos que esta Provisão virem que porquanto com a minha sucessão no Governo Geral deste Estado, ficou vaga a serventia do oficio de Escrivão da Fazenda Real da Capitania do Espirito Santo, convir prove-la em pessoa de suficiência e partes, e concorrerem estas na de morador na dita Capitania, e haver servido o mesmo ofício com satisfação; esperando dele que nas obrigações que lhe tocarem se haverá muito conforme a confiança que faço de seu procedimento. Hei por bem de o prover (como pela presente faço) da serventia do dito ofício por tempo de um ano, enquanto El-Rei meu Senhor o houver assim por bem, ou eu não mandar outra coisa, e com ele haverá o ordenado (se o tiver) e todos os mais próis, e precalços que direitamente lhe pertencerem, e costumavam gozar seus antecessores. Pelo que ordeno ao da dita Capitania o tenha assim entendido, e ao da Fazenda Real dela lhe dê a posse e juramento na forma costumada de que se fará assento nas costas desta: que para firmeza de tudo lhe mandei passar sob meu sinal e selo de minhas armas, a qual se registará nos livros da Secretaria deste Estado e nos mais a que tocar, e se guardará, e cumprirá tão pontual e inteiramente como nela se contém sem duvida, embargo, nem contradição alguma, constando haver primeiro pago o que desta dever á meia anata. a fez nesta Cidade do de Todos os Santos em os 2 dias do mês de Setembro ano de 1684. Pagou desta o que é estilo na forma do Regimento da Secretaria. a fiz escrever.

O Marquês das Minas.

 
 
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

//]]>